NOTICIAS: Notícias do PROMOB-e

PROMOB-e

PROMOB-e realiza visita técnica sobre mobilidade elétrica à Alemanha e Holanda

Participantes puderam conhecer iniciativas inovadoras no setor de transportes

Entre os dias 20 e 24 de maio, o PROMOB-e promoveu uma visita técnica à Alemanha e Holanda. A viagem teve como objetivo consolidar as parcerias já estabelecidas no âmbito do PROMOB-e e explorar sinergias com outras iniciativas relevantes para a promoção da mobilidade elétrica no Brasil. Também foram discutidas perspectivas para a continuidade da cooperação entre Brasil e Alemanha no tema.

Além de visitas ao banco de desenvolvimento KfW Group e ao Ministério Alemão de Cooperação Econômica e para Desenvolvimento (BMZ), os 12 participantes puderam conhecer o think tank alemão Agora Verkehrswende, que se concentra em soluções inovadoras para a mobilidade urbana, além de participar da conferência internacional TUMIVolt, que abordou iniciativas para um novo mercado global de mobilidade elétrica e digital.

Participante do painel “City and Country Perspectives” no TUMI Volt, o Coordenador-Geral das Indústrias para a Mobilidade e Logística do Ministério da Economia, Ricardo Zomer , avalia que “foi interessante compreender como se dá a governança do tema mobilidade elétrica no âmbito da estrutura de governo alemã, assunto que é pauta de políticas desde 2008”.

Zomer também ressalta o incentivo à produção de células para baterias de veículos elétricos na Alemanha, tema que será crucial para o fortalecimento da tecnologia. Para ele, a visita técnica foi também “estratégica para o fortalecimento e reforço do interesse e importância da parceria entre Brasil e Alemanha no tema.”

Inovação

Nas cidades visitadas, os técnicos puderam conhecer projetos inovadores, como o sistema de baterias da Arena Johan Cruijff, em Amsterdã, e uma frota de ônibus urbanos elétricos da ICB EBusse, em Frankfurt. Para a assessora de Gestão de Investimentos e Captação de Recursos da Prefeitura de Curitiba, Ana Cristina Jayme, o formato da visita técnica permite que os técnicos brasileiros conheçam o contexto dos outros países e suas experiências na área.

“Serviu para a gente reforçar algumas convicções do que a gente precisa avançar em mobilidade elétrica. Estar em um espaço de troca de experiência, conversar com as pessoas e entender os detalhes, o que funcionou e não funcionou é um ponto de destaque”, disse.

Dentre as iniciativas conhecidas, a assessora destacou a visita ao EUREF Campus, projeto piloto de mobilidade urbana sustentável em Berlim: “Me chamou a atenção o InfraLab, espaço onde juntaram concessionárias de serviços de infraestrutura para pensarem em soluções para problemas em comum. Isso ajuda ainda mais em mobilidade elétrica, pois vamos precisar juntar outras concessionárias, já que é um tipo de infraestrutura sobre o qual não estamos habituados.”

Além da GIZ, participaram da viagem representantes de parceiros brasileiros como os Ministérios da Economia, do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Ciência, Tecnologia, Informações e Comunicações (MCTIC); da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL); do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES); da Prefeitura de Curitiba, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC) e da Prefeitura de Florianópolis, cidades parceiras dos projetos PROMOB-e e FELICITY.

Leia também

Comentários (0) Postar comentário ›

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

Li e aceito os termos da Política de Privacidade.

Usamos o Akismet para a redução de spam. Saiba como seu comentário é processado.